quinta-feira, setembro 13

RESENHA: A culpa é das estrelas

Sinopse:
   Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas. (fonte)

"[...] e nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: “A culpa, meu caro Bruto, não é das nossas estrelas/ Mas de nós mesmos.”

   Hey peoples! 
  A culpa é das estrelas foi um daqueles típicos livros que POW... Explodiu na blogosfera, todo mundo já tinha lido, tava lendo, ia ler ou tava louco pra ler (era eu). E todos que haviam lido só falavam maravilhas lindas sobre o livro. Então mediante a todos esses comentários e recomendações, me submeti a essa leitura cheia, extremamente cheia e me derramando de expectativas. Só uma dica, não é legal criar expectativas excessivas ok?! Vai por mim... Cheguei a ler uma frase de que este seria o livro mais comovente do ano, aaaah corta essa... não é tãããão comovente assim (eu pelo menos não achei).
  Não que eu tenha me decepcionado com o livro, mas eu esperava mais. Aliás, eu esperava muito, muito mais :/ Mas o livro é lindo, tocante, fofinho, engraçadinho e tristinho (arg, chega de tanto 'inho'!). Resumindo eu gostei do livro, porém... apenas esperei demais dele e acabei me decepcionando um pouco, só isso.
  Depois desse livro, Augustus Waters passou a ser um dos personagens mais queridinhos do meu coração! Ele é simplesmente encantador. Me arrisco a dizer que se não fosse por ele não haveria estória (ele é um importante personagem e sem ele, lógico que não haveria estória, dãããããr!). Mas não é bem isso que quero dizer, apenas acho que a estória perderia toda a graça e sutileza sem ele. E adorei a metáfora do cigarro dele!

"Eles não matam se você não acender – disse ele quando mamãe parou junto ao meio-fio. – E eu nunca acendi nenhum. É uma metáfora. Tipo: você coloca a coisa que mata entre os dentes, mas não dá a ela o poder de completar o serviço." 

  Hazel Grace é legalzinha. As vezes ela tenta bancar a inteligente e isso me irrita (acho que eu tenho essa mania dela também, haha), e as vezes ela me parece um pouco sem sal, mas enfim... Ela tem uma sorte muito grande de conhecer Augustus! Gostei da narração feita por ela no livro, achei bem legal e dinâmica, sem falar que a leitura flui de maneira bem agradável.
  Opaaa, não poderia deixar de citar o Issac, amigo de Augustus. (Nunca vou esquecer do discurso que ele fez para Augustus!) Ele tem um jeitinho muito carismático e fofo. Acho que ele é um ótimo amigo, daqueles pra rir junto ou se for o caso, sentar do lado e chorar. Amei conhecer o Isaac!
  Esse livro me fez sorrir, chorar, sorrir novamente e chorir (chorar e sorrir ao mesmo tempo, kk, inventei essa palavra agora, yaaay). O livro é bem tocante, achei que fosse mais emocionante, mas o autor trata a emoção de maneira superficial em certos momentos (não fazendo grandes aprofundamentos emocionais dramaticamente excessivos). Tinha certos momentos que eu jurava que ia dar drama, choro e lencinhos, e aí, nada demais acontecia... Isso é legal pois evita que o livro fique melodramático demaaaais!
  Enfim, acho que esse livro nos ajuda a repensar algumas coisas da vida, nos propõe questões lindas e por traz delas magníficas explicações, que são explanadas pelos próprios personagens (ameeei as filosofias de vidas deles!).
  Eeeee me inconformei com o final! Cuidado, quase-spoiller abaixo:


Estava com muita expectativa que o Augustus ia elaborar o fim de Uma aflição imperial (livro favorito da Hazel), mas não :/ 

Li a palavra fim e não quis acreditar que era o fim, então liguei pra minha amiga que já tinha lido o livro, pra acreditar que o livro realmente tinha acabado! :/
  Apesar de tudo, um ótimo livro!

  Beeeijos pessoas :)

22 comentários:

  1. Gostei da resenha, só não curti muito pq no finalzinho dela você deu um spoiler que não é legal para quem ainda não leu o livro, rs, mas gostei bastante.
    Diferente de você, não esperava mais, eu a m e i o livro, me encantei pelo Augustus e pela só Hazel assim como pelo hilário e amável Isaac. Um dos livros que nunca vou esquecer e que já está favoritado, haha.
    Um beijo!

    Ah, eu também consegui "chorrir" kkkkkkkk. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa soltei um spoiller e nem tinha visto, graças ao seu aviso dei um alerta na resenha, obrigadão! Que bom que gostou da resenha!
      Gostei muito do livro, só esperava mais. Mas é uma estória muito linda, que merece ser lembrada!
      Outro beijo,haha.
      Ruama.

      Excluir
    2. Naada Ruama, haha.
      Adorei a resenha de verdade e por isso quis te dar o toque, rs.

      Beijo flor!

      Excluir
    3. Aaaah, obrigada florzinha :) Valeu!
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  2. Adorei sua resenha ;) gosto de quem escreve apaixonadamente sobre o que leu, e você fez isso muito bem! Eu também tenho problemas com esperar muito de um livro e, após lê-lo, encontrar tão pouco, e isso é uma coisa muito comum. Então assino embaixo de sua recomendação: leiam o livro de coração aberto, sem esperar muito, mesmo com todo o barulho que ele vem fazendo na internet. É o melhor a se fazer.

    Ah, a "inteligência" da Hazel também me incomodou......

    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah que bom que gostou da resenha, ai que bom que você gostou mesmo! :)
      Cara, tenho que controlar minhas expectativas... Sempre acaba acontecendo isso... Mas amei o modo como você deu o seu conselho! "Ler de coração aberto..." isso é profundo sabia?! Mas é bem isso mesmo! Tá certinho ;)
      Somos dois incomodados com a inteligência dela então... haha.
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  3. ODEIO quando crio muitas expectativas e acabo me decepcionando. É por isso que agora leio uma resenha negativa e uma positiva, é uma forma de não criar muitas expectativas. Não sei se é por causa de todo esse POW na internet, mas não fiquei com muita vontade de ler esse livro. Não sei, pode ser que alguém dia fique com vontade. Adoreeeeeei a resenha!

    Beeeijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também ODEIO quando crio muitas expectativas e me decepciono. Achei interessante sua forma de lidar com isso olhando sob dois pontos de vistas! Leia quando estiver com vontade e leia com o coração aberto, livre de expectativas. Obg ;)
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  4. Oi!
    Ah, eu gostei muito muito do livro justamente por ele ter todas as qualidades "inhas" que você citou, rsrs. Eu me apaixonei pelo Gus, e ele é o meu personagem de livros favorito. Também amei a metáfora do cigarro. Aliás, gostei de praticamente todas as metáforas dele, rs.
    Eu não tive nenhuma decepção, talvez porque eu não o tenha lido com tantas expectativas. Achei um livro simples, mas lindamente contado, o que deu toda a diferença.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee! Com certeza o livro faz jus a todas as qualidades citadas! As metáforas dele são tão inspirantes né?! Amei muitas delas também. Com a mais absoluta de todas as certezas um livro simples, mas foi contado lindamente! ;)
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  5. Esse livro explodiu mesmo, todos os blogs falavam dele, eu também criei muitas expectativas com relação à ele e por isso não vou lê-lo nos próximos meses, sempre que a gente lê um livro com muitas expectativas a gente acaba se decepcionando (na maioria das vezes), é bem melhor ler um livro do qual a gente não espera nada e ser surpreendido pela história.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, na maioria das vezes nossas expectativas são frustadas e ser pego de surpresa pela estória garante boas emoções! Mas não deixe de ler ele, dê uma oportunidade a ele quando se livrar de suas expectativas excessivas, vale a pena! ;)
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  6. Também achei que leria o final de Uma Aflição Imperial que o Gus ia fazer para a Hazel, mas acho que tudo teve um significado nesse livro, mesmo as coisas inacabadas. Sinto muito que tenha esperado mais e ele não alcançou suas expectativas, mas para mim foi perfeito.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah ameeei a maneira como você esclareceu as coisas inacabadas no livro, não tinha pensado muito nisso mas acho que tudo foi bem significativo. Não alcançou as minhas expectativas, não chega a ser perfeito para mim, mas é digno de ser lido e admirado. ;)
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  7. Oi!
    Bom, acho que o final-sem-final foi bem a intenção do João Verde, já que o livro Uma Aflição Imperial não tinha final. Par mim, tinha que continuar sem final.
    Antes de ler o livro eu acabei vendo umas resenhas e, quando compararam o livro a Querido John, eu quase desisti de ler (sério, O-D-E-I-O Nicholas Sparks). Mas minha amiga comprou, leu, recomendou e peguei emprestado. Acho que, por não ter tido muitas expectativas, eu amei tanto assim o livro. Eu passei as últimas 60 páginas chorando kkkkkkkkkkkkkk

    Eu fiquei me perguntando se a Hazel iria acabar com o Isaac depois de tudo o que aconteceu, eu realmente gostava dele e de seus "olhos robóticos"!

    Adorei a resenha! =D

    Beijos,
    www.nathlambert.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também cheguei a conclusão de que foi bem intencional o final do autor, entretanto fiquei muito curiosa para saber! Senti seu ódio ao Nicholas daqui, hahaha. Estabeleço uma relação indefinida com o autor, mas não tenho muita coisa contra ele não... Acho que quando lemos sem expectativas, somos pegos de surpresa!
      Sabe que a hipótese de Hazel ficar com Isaac passou pela minha cabeça?! Mas descartei essa possibilidade... E gostei muito dele, e seus olhos robóticos me fizeram gargalhar! Obg ;)
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  8. Só pelo finalzinho quando vc disse que não acreditou ser o fim eu quis ler ♥ adoro livros assim que me fazem querer mais e etc

    http://himi-tsu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de finais com cara de finais, mas é sempre instigante a curiosidade provocada pelo livro!
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  9. Ah, eu aceitei numa boa o final, chorei e MUITO né. rs Muito lindo e super super super recomendado por mim esse livro <3

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né, chorar é normal perante essa leitura, haha! Muito lindo mesmo e também é uma de minhas recomendações!
      Bjs, Ruama.

      Excluir
  10. ola , eu confesso que não gosto muito deste tipo de livro, mas fiquei empolgado para ler este.

    abrigado pela dica, achei linda a capa

    Luciano Barbosa
    do blog
    http://luciano-aod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Leia sim, também achei a capa lindaaa!
      Bjs, Ruama.

      Excluir